Notícias por Cidades:

berimbaubanner.jpgcandeias.jpgmadrededeus.jpgpojucabanner.jpgsaofranciscoddoconde.jpgsaosebastiapdpsse.jpgberimbaubanner.jpgcandeias.jpgmadrededeus.jpgpojucabanner.jpgsaofranciscoddoconde.jpgsaosebastiapdpsse.jpg

 

Publicidade:

     

 

 

 

Carnaval é o assunto dos próximos meses Escrito por sergio
Categoria: Vida e Estilo Data de publicação ? Acessos: 34

 

Carnaval é o assunto dos próximos meses

A festa deste ano foi marcada pela diminuição de blocos de trio das ruas

(Assunto dos proximos meses: Carnaval de salvador)

 

A Comissão Especial do Carnaval na Câmara de Salvador vota amanhã relatório final com sugestões para a festa de 2018, que tem início daqui a três meses e meio. O presidente Moisés Rocha e o relator Kiki Bispo estão marcando audiência com Neto e Rui, para entregarem o documento.

O consenso, após debates com os segmentos da festa, é o de que não dá para ficar como está, diz Moisés Rocha. Entre os pontos nevrálgicos estão o Carnaval do Centro – que vem desidratando em atrações e público – e a viabilidade econômica para entidades fragilizadas, os blocos de trio e afros, conta Kiki Bispo.

Tributos –  Claudio Tinoco conta que, além do desconto de 2% de ISS já existente, o conceito para 2018 será o de simplificação para licenciamento das entidades carnavalescas: incentivo sobre taxas e preço público (que se paga pelo uso do espaço público). 

Outra coisa é que já está em fase final o projeto para a ocupação dos espaços vagos do centro, com a escolha de atrações que possam resgatar o público dali.

2017 –   A festa deste ano foi marcada pela diminuição de blocos de trio das ruas, consequente aumento de trios independentes e atrações em palcos (bancados pelo Estado e prefeitura) e ênfase ao discurso de “menos cordas” – o que, aliás, o folião gostou.

Isso revela duas coisas: baixa adesão nos blocos de trio e competição com outros estados onde o modelo de Carnaval de rua é sucesso, como Rio, São Paulo e Pernambuco. Na guerra particular entre capitais a briga é pelo patrocínio, como o de cervejarias.

Embalando isso tudo há ainda a disputa política entre Rui e Neto sobre quem é o maior dono da festa. Imagine em 2018, quando os dois devem disputar eleições.

“Quanto mais ignorarmos a ameaça, mais perigosa ela é”

 Donald Trump,  sobre programas nucleares do Irã

Comunicação integrada

 Clínio Bastos, presidente da Associação Brasileira do Entretenimento, opina que muito importante no Carnaval 2018 será fazer uma comunicação integrada para fora do estado: não dá para a prefeitura comunicar de um jeito e o Estado de outro. O discurso das cordas, por exemplo, não foi bem compreendido por quem não mora em Salvador. E na disputa por turistas isso pesa.  

Sidônio é o novo Patinhas

Foi realizado pelo marqueteiro baiano do PT, Sidônio Palmeira, o programa partidário que foi veiculado na última quinta-feira em rede nacional de TV. Sidônio, que esteve à frente das campanhas vitoriosas  do ex-governador Jaques Wagner e do seu sucessor, Rui Costa, agora está com o cacife valorizado junto ao PT nacional. 

O programa anterior, produzido pela Entrelinhas e veiculado em abril, recebeu críticas de petistas. A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, já avisou que não renovará o contrato com a empresa, o que abre espaço para Sidônio seguir a trilha de outros dois marqueteiros baianos, João Santana e Duda Mendonça, que entre 2002 e 2014 estiveram à frente de várias campanhas, incluindo as de Lula e Dilma. 

Tornozeleiras em Interlagos

Em tempo: João Santana, o Patinhas, e a esposa Mônica Moura, ambos condenados na Lava Jato, cumprem prisão domiciliar, com tornozeleira, em Interlagos, condomínio de luxo no litoral norte da Bahia. Duda Mendonça assinou acordo de delação premiada e aguarda sentença de Moro. 

 Destrava, Fiol!

 A deputada Ivana Bastos (PSD) está convidando as bancadas baianas, situação e oposição, para reunião já pré-agendada com o Ministério dos Transportes dia 25. A ideia é pedir que o edital da Fiol fique nas mãos do Estado e não dependa do governo federal.  

 

Fonte: Atarde / *Colaborou Patrícia França.

Saiba quais são os 5 cursos mais procurados no Brasil Escrito por sergio
Categoria: Vida e Estilo Data de publicação ? Acessos: 114

 

Saiba quais são os 5 cursos mais procurados no Brasil

Direito está no topo no ranking e é o curso mais visado por estudantes em todo o país

O sonho de conquistar o diploma está no pacote de benefícios que norteia a escolha dos estudantes pelos cursos mais procurados no país (Foto: Divulgação)

 

A tradição, a boa aceitação no mercado e uma mensalidade que caiba no bolso colocaram os cursos de Direito, Administração, Pedagogia, Ciências Contábeis e Engenharia Civil, respectivamente, no ranking das aulas mais procuradas no Brasil. A pesquisa faz parte do Censo da Educação Superior e foi divulgado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação.

Contribui para que os estudantes optem por esses cinco cursos ainda a disponibilidade deles em milhares de instituições por todo o Brasil, tanto na modalidade presencial quanto no Ensino a Distância.Para o especialista no mercado educacional e diretor da empresa Visar em São Paulo, Mekler Nunes, os motivos fazem parte de um grande pacote de conveniências. Segundo ele, as vantagens creditadas a essas graduações contam mais do que a vontade em seguir em uma determinada carreira. "Pedagogia, Administração e Contábeis, por exemplo, têm todos os requisitos projetados pelos estudantes no que diz respeito a mercado, salário e posicionamento", avalia.

Já o Direito, líder disparado, costuma ter a preferência por oferecer uma série de benefícios aos seus estudantes. O concurso público é uma possibilidade que os graduados têm de conquistar vagas com bons salários. Essa graduação também está ligada à perspectiva de construção de uma carreira sólida e promissora. Além disso, a profissão e seu exercício são e continuam tendo destaque na sociedade.

Para quem busca uma formação mais técnica, a Engenharia Civil parece o caminho mais assertivo. Nunes avalia que, além de ter um mercado de trabalho promissor e altamente rentável, a profissão dá muita mobilidade. "Ele pode ser engenheiro, empreendedor, não se limita a apenas uma função", ressalta.

 

Foco na carreira
A educação é um fenômeno social complexo e a escolha por um caminho depende de uma série de fatores, como motivações familiares, do mercado e da própria estrutura das universidades brasileiras. Fernando Soria, vice-presidente executivo da Faculdade Sumaré, em São Paulo, considera nos dias atuais do Brasil ter nível superior um pré-requisito. Ele destaca a versatilidade do curso de Administração, que habilita o profissional a atuar em várias frentes dentro das empresas. "E isso garante empregabilidade", assegura.

Já a Pedagogia tem uma demanda crescente por conta da universalização do ensino no país. A inserção no mercado de trabalho está também nas redes municipais, estaduais e particulares de ensino. "Acima de tudo é um curso que pode transformar o Brasil em um lugar melhor. A base da mudança social está na formação de nossas crianças", diz Soria.

O curso de Ciências Contábeis é outro que vem ganhando espaço. Ele se tornou pré-requisito para quem quer atuar em empresas de auditoria e consultoria. Em geral, essas carreiras estão cada vez mais profissionalizadas e demandam pessoas qualificadas. Isso diz respeito a atual tendência de internalização dos serviços da área. As organizações estão contratando profissionais para desenvolver na própria empresa o que antes era terceirizado com os escritórios de contabilidade, o que aumentou significativamente a demanda na área.

 

Fonte:  g1.globo.com / EducaMaisBrasil.

 

Cotações

Enquete do Mês

O QUE VOCÊ ACHOU DO NOSSO PORTAL ?

BOM - 31%
MUITO BOM - 31%
REGULAR - 13.8%
ATRATIVO - 6.9%
RUIM - 17.2%

Total de votos: 29
A votação para esta enqueta já encerrou em: 29 Jul 2016 - 00:00