Notícias por Cidades:

berimbaubanner.jpgcandeias.jpgmadrededeus.jpgpojucabanner.jpgsaofranciscoddoconde.jpgsaosebastiapdpsse.jpgberimbaubanner.jpgcandeias.jpgmadrededeus.jpgpojucabanner.jpgsaofranciscoddoconde.jpgsaosebastiapdpsse.jpg

 

Publicidade:

     

 

 

 

 

Bibliotecas públicas apresentam programação variada em janeiroPeríodo de férias também é tempo de frequentar bibliotecas

 

Diversão para crianças nas férias é sempre associada a praia, cinema e outras coisas. Mas que tal levar meninos e meninas para se divertir nas bibliotecas públicas?

Em 2017, as bibliotecas públicas do estado da Bahia, ligadas à Fundação Pedro Calmon, receberam mais de 95 mil visitantes. Um crescimento de 25% em relação ao ano anterior.

Com o intuito de manter a dinâmica deste crescimento, estes espaços organizaram uma variada programação para o mês de janeiro, período das férias escolares.

"Mesmo hoje tendo novas formas de pesquisa, a biblioteca segue como um importante equipamento de informação e disseminação de conhecimento. Temos que quebrar a visão de que a biblioteca é um espaço de guardar livros. Tem os livros, mas tem também teatro, música, cinema, artes plásticas e fotografia. Tudo isso está presente na programação especial de férias", explica Carmem Azevedo, diretora de bibliotecas da Fundação Pedro Calmon.

O Caderno 2+ preparou um roteiro das atividades que acontecerão em quatro bibliotecas, sendo três em Salvador e uma na Ilha de Itaparica. E tudo de graça!

Biblioteca Central

Cinema e exposição são os destaques da programação da Biblioteca Central do Estado da Bahia, que este ano completa 207 anos.

O projeto Cine Vídeo exibirá filmes destinado às crianças e pessoas que tem interesse pela arte do cinema. Amanhã e quinta-feira (dia 18) será exibido o filme Divergente. Já nos dias 23, 25 e 30 será projetado o longa-metragem O Lar das Crianças Peculiares. As exibições são sempre às 15h, no foyer da biblioteca.

Brinquedos infantis é o tema da exposição Brinquedos Além do Tempo. A mostra busca passar a mensagem de que os brinquedos são grandes aliados no desenvolvimento cognitivo, motor e nos elementos fundamentais na formação da personalidade. A exposição pode ser visitada até o final do mês, das 8h30 às 21h.

Juracy Magalhães Jr

A Biblioteca Pública Juracy Magalhães Júnior realiza oficina de fotografia e leva livros aos banhistas das praias do Rio Vermelho e proximidades.

O projeto Biblioteca na Praia acontecerá no próximo 20, das 08h30 às 12h, com atividades de interação com as crianças por meio de contação de história, oficinas de arte e jogos educativos. A atividade contará com o apoio da Biblioteca de Extensão (Biblioteca Móvel) do Estado da Bahia.

Quem curte fotografia poderá realizar uma oficina básica de imagens no dia 27, ministrada por Antônio Lima, das 9h às 11h30. O fotógrafo ensinará técnicas de como trabalhar através das lentes no cotidiano.

Monteiro Lobato

Depois da Biblioteca Central, a Biblioteca Infantil Monteiro Lobato foi a que mais recebeu visitantes no ano passado. Passaram por lá 20.549 pessoas. O teatro foi um dos atrativos para a obtenção desses números. A biblioteca está com inscrições abertas para selecionar novos talentos para a companhia de teatro, para as turmas vespertinas infantil (de 8 a 11 anos) e juvenil (de 12 a 17 anos). As inscrições acontecem de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, na biblioteca, até 2 de fevereiro.

Na programação de férias, a biblioteca conta com uma oficina de informática para crianças e adolescentes. A atividade é uma parceria com o projeto Conecta e será realizada do dia 20 a 23/01. As inscrições estão sendo realizadas gratuitamente na instituição.

Ilha de Itaparica

Janeiro é o mês de aniversário do filho ilustre da Ilha de Itaparica. O escritor João Ubaldo (1941-2014). O romancista, cronista, jornalista, tradutor, professor e membro da Academia Brasileira de Letra, é sempre lembrado com honras na Biblioteca Juracy Magalhães Júnior.

As homenagens ao escritor serão realizadas no dia 20. Às 19h, a jornalista Gilka Bandeira participa do bate papo João, um Jeito de Ser Itaparicano. Às 20h, Patrícia Mari Elias Pereira, da Academia Beto Fitness, faz uma apresentação de balé. A homenagem musical será realizada pela cantora Nanda Ribeiro, a partir das 20h15. Todas as atividades são gratuitas.

Outras bibliotecas

As demais bibliotecas que integram o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, gerido pela Fundação Pedro Calmon, também estão com atividades especiais de férias. As programações estão disponíveis em: www.bibliotecas.ba.gov.br.

 

Fonte: A Tarde / *Sob a supervisão da editora Márcia Moreira.

 

 

Cantora se pronuncia sobre acusação de estupro feita por ex-melhor amiga.

Melanie Martinez negou a acusação feita por Timothy Heller

 

A artista norte-americana Melanie Martinez, 22 anos, usou as redes sociais, na manhã desta terça-feira, 5, para rebater a acusação de estupro feita por sua ex-melhor amiga, Timothy Heller, que afirmou ter sido abusada sexualmente pela cantora após o consumo de maconha, induzido pela artista.

Segundo Melanie, Timothy "nunca disse não" para ela, como havia afirmado no desabafo. "Estou triste e chocada com a história que Timonthy Heller contou. O que ela e eu tínhamos era uma amizade muito próxima. Nós entramos na vida uma da outra em um momento que estávamos começando nossas carreiras como artistas, e tentávamos nos ajudar. A gente lidava com nossos próprios demônios e com os novos caminhos na nossa frente, e eu realmente senti que a gente se apoiava. Ela nunca disse não para o que escolhíamos fazer juntas. Apesar dos caminhos separados, estou sempre lhe enviando amor e luz", escreveu.

Caso

Melanie Martinez está sendo acusada de estupro pela ex-melhor amiga, Timothy Heller. A suposta vítima desabafou sobre o caso, pela primeira vez, nesta segunda-feira, 4, no Twitter. A repercussão do caso foi tanta que a #Melanie liderou o Trending Topics.

Segundo a ex-amiga, o estupro teria acontecido após ela ter consumido maconha e Melanie se aproveitado da situação, forçando-a fazer sexo.

"Ela começou a negociar comigo. Eu só queria ir dormir. Ela começou a falar sobre a aparência dos meus seios e a implorar para apenas tocá-los. A gente não teria que fazer mais nada. Eu estava tão cansada, confusa e tão chapada que apenas deixei acontecer. Isso levou ela a tocar todo o meu corpo. Eu nunca disse sim. Eu disse não, repetidamente. Mas ela usou o poder dela contra mim, e me quebrou. Só para não haver confusão, eu fui molestada pela minha amiga", disparou.

 >> Leia alguns trechos do texto feito pela ex-melhor amiga de Melody 

"(...) Ela começou a perguntar pra mim enquanto estávamos na cama se eu faria sexo com ela. Mesmo estando muito desconfortável eu comecei a tentar rir disso, pra ela esquecer. Eu tinha um namorado na época e ela sabia disso. 'Ele não tem que saber, não é tão estranho assim!'. E isso aconteceu por horas. Me perguntando o motivo de eu não querer, que seria legal. Eu disse várias vezes 'não'. Eu tinha que trabalhar de manhã. Eu só queria dormir. Eu estava exausta. Eu tentei dormir mas ela me manteve acordada a noite toda me implorando pra dormir com ela. Era estranho, porém ela era minha amiga. Eu disse não e achei que tínhamos virado essa página. Na outra noite, infelizmente, aconteceu do mesmo jeito. Eu estava exausta. Ela me convenceu a fumar maconha, e a partir do momento em que eu estava tendo dificuldade em dizer não para ela, eu aceitei, pensando que me ajudaria a dormir e evitar a situação. A mesma conversa começou a acontecer. Sempre tentando em convencer de que seria normal e divertido. E eu dizia: 'Meu namorado ficaria tão chateado! Eu preciso dormir! Eu trabalho amanhã cedo!'. Eu disse toda forma de “não” que eu conhecia. Enquanto eu estava deitada rezando para dormir logo, ela começou a tocar meu braço. Eu deixei aquilo acontecer. Talvez ela desistiria. Isso aconteceu por uma hora. Eu comecei a ficar cada vez mais desconfortável. Eu comecei a rir dizendo que fazia cócegas. Eu não queria de maneira nenhuma fazer aquela situação virar algo sexual. 'Eu posso fazer só isso? Posso apenas tocar os seus braços? Posso apenas tocar os seus seios?'. Ela começou a negociar comigo. Eu só queria ir dormir. Ela começou a falar sobre a aparência dos meus seios e implorar para APENAS tocá-los. A gente não teria que fazer mais nada. Eu estava tão cansada, confusa e tão chapada que apenas deixei acontecer. Isso levou ela a tocar todo o meu corpo. Eu nunca disse sim. Eu disse não, repetidamente. Mas ela usou o poder dela contra mim, e me quebrou. Só para não haver confusão, eu fui molestada pela minha amiga. Eu fiquei deitada em choque, sem reciprocar a ação. Eu odeio falar sobre isso, mas ela fez um oral em mim e depois me penetrou com um dildo sem perguntar se queria. Foi isso que aconteceu. O mais importante é: Eu disse não. Por DUAS NOITES SEGUIDAS. Não importa se eu não resisti durante a ação. Eu fui controlada. Ela sabia que eu não queria, eu deixei claro. Eu não gritei com ela, eu não empurrei ela. Primeiro porque eu amava ela, e segundo porque eu só queria que tudo acabasse. Nós nunca mais falamos sobre essa noite novamente. Enquanto isso mexia totalmente com a minha cabeça, não teria maneira nenhuma que minha melhor amiga teria me ESTUPRADO… certo? Nossa amizade acabou pois ela decidiu que não tinha mais tempo para mim. Para se preocupar comigo. Ela tinha que se preocupar muito comigo, estava atrapalhando ela. Eu não sei como terminar essa história. Eu estava com medo da resposta que teria. A única razão de fazer isso agora é porque dado os eventos recentes as pessoas vão acreditar em mim. Se você duvidar dessa história de abuso, peço que imagine ela como sendo um homem. Garotas podem estuprar garotas. Amizade não é igual a consenso. Silêncio não é igual a consenso. Eu só gostaria que não fosse difícil me convencer dessas coisas". 

 

Fonte: A Tarde.

 

Cotações

Enquete do Mês

O QUE VOCÊ ACHOU DO NOSSO PORTAL ?

BOM - 31%
MUITO BOM - 31%
REGULAR - 13.8%
ATRATIVO - 6.9%
RUIM - 17.2%

Total de votos: 29
A votação para esta enqueta já encerrou em: 29 Jul 2016 - 00:00